quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Adeus...




Hoje o sol nasceu mais uma vez
E eu estava sozinho,
Depois que a neblina desaparece,
E que você vê a besteira que fez.

Esta ferida não ira se cicatrizar facilmente
Nem posso garantir que ela suma.
Mas a dor que sinto agora,
Faz-me estar perto de você.
Senti-la!

Meu coração estava cheio de ilusões,
E elas me jogaram no abismo
Eu acabei com a confiança,
Coloquei um ponto final na nossa historia.
Queria poder apagar este ponto!

Será que devo ficar quieto?
E deixar de lutar por todos aqueles momentos!
Mas confesso que não sei como fazer isso.

Queria que a tristeza e a dor fossem embora
Mas tudo me lembra você
Nossa historia!

Hoje o sol nasceu frio,
Sem perspectiva alguma
Mas acredito em você,
Que você estava presente em quanto durou.

Desculpe-me pelas ofensas
Foram as quimeras que não me deixaram
Ver a verdade em seus olhos.

Minha eternidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário